Lattine Group

Blog

Cibersegurança em 2020

Microsoft Azure

Cibersegurança em 2020

O ano de 2019 pode ser definido como um ano de discussão sobre cibersegurança nas empresas e como os dados dos consumidores são coletados e tratados.

Em jornais e em portais, notícias quase semanais sobre a violação de dados foram divulgadas e o tema ganhou ainda mais relevância. Por isso, muitas empresas se preparam para o ano que vem com uma preocupação em se atentar às novas normas e leis.

A LGPD — Lei Geral de Proteção de Dados — entra em vigor já no segundo semestre do próximo ano e inserirá algumas regras que as empresas deverão cumprir. 

Com base em tantas mudanças, existem algumas tendências para a cibersegurança no próximo ano que envolvem melhorias na proteção de dados e cuidados que as organizações devem ter pois os hackers desenvolvem cada vez mais ferramentas para violar os dados.

Dispositivos móveis

Com a crescente aderência ao trabalho remoto, muitas empresas permitem que os funcionários trabalhem diretamente de seus dispositivos móveis. 

É preciso conscientizar os colaboradores sobre a importância de não possuir vírus no celular, pois ele pode ser uma porta de entrada para hackers.

Utilizar aplicativos e ferramentas com recursos de segurança atualizados são uma alternativa à essas tentativas de acesso.

Nuvem

A nuvem, de certa forma, é relacionada aos dispositivos móveis — pois grande parte dos colaboradores conseguem trabalhar sem realizar o download dos aplicativos.

Para reforçar a segurança, o departamento de tecnologia da informação deve fornecer aos usuários as melhores práticas de segurança. Como vantagem, a nuvem pode ser acessada por qualquer dispositivo móvel e aumenta a produtividade da equipe.

Inteligência Artificial

O desenvolvimento dessa tecnologia pode ser vantajoso para os invasores. Por meio do machine learning, os ataques cibernéticos serão mais resistentes e indetectáveis.

Biometria e reconhecimento facial

A segurança por identidade ganhará mais autoridade no próximo ano. Com os avanços dos ataques, será necessário o reconhecimento facial e por biometria para reduzir as invasões e o roubo de dados.

Parceiros

A conexão digital com os parceiros e fornecedores cresce a cada ano e muitas organizações permitem o acesso às informações confidenciais — o que pode aumentar o risco de uma violação.

Aplique políticas de segurança, comunicação, regras e responsabilidades para fornecedores e prestadores de serviços terceirizados.

Além de todas as tendências, estar em conformidade com a LGPD é essencial para ter processos sobre a coleta, armazenamento e compartilhamento de informações. A privacidade de dados tornará-se ainda mais fundamental.

Aplique as tendências de cibersegurança e esteja dentro das normas da nova lei com o Microsoft 365, que reúne a melhor produtividade com gerenciamento de informações em segurança.

Lattine Group

© 2019 - Copyright

Logo FUP