Lattine Group

Blog

Você sabe o que é tecnologia assistiva?

Tecnologia

Você sabe o que é tecnologia assistiva?

Tecnologia Assistiva é um termo ainda novo, utilizado para identificar todo o arsenal de Recursos e Serviços que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência e consequentemente promover Vida Independente e Inclusão. Uma bengala, um aparelho auditivo, um software para deficientes visuais acessarem a internet ou um simples suporte para leitura de textos, muito por alto, podem definir as chamadas tecnologias de apoio ou tecnologias assistivas.

Só no Brasil, segundo o IBGE, mais de 45 milhões apresentam alguma deficiência, e este é apenas uma parcela do público que pode se beneficiar. Por isso, considerando a quantidade potencial de pessoas beneficiadas dos resultados de um projeto deste tipo e a indiscutível melhoria na qualidade de vida delas, a divulgação dessas pesquisas e o entendimento sobre o quê essas tecnologias representam para essa parcela da população é essencial, já que quanto maior o conhecimento, maior a conscientização e maiores podem ser os investimentos em pesquisas na área.

Tanto a acessibilidade quanto os recursos e serviços de Tecnologia Assistiva (TA) são direitos adquiridos pelo cidadão, garantidos pela legislação brasileira, porém ao invés de encontrarmos o termo Tecnologia Assistiva, encontraremos o termo Ajudas Técnicas no Art.61 do Decreto 5296 de Dezembro de 2004. Sendo assim, a Tecnologia Assistiva (TA) identifica todo o arsenal de Recursos e Serviços que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência e consequentemente, promover Vida Independente e Inclusão.

A Microsoft tem o compromisso de integrar cada vez mais pessoas na sociedade e promove ações e eventos para discutir como as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida podem ser inseridas no ambiente de trabalho e como é importante que as empresas estejam preparadas e integradas para recebê-las. Em um dos vários projetos desenvolvidos, o Office 365 conta em suas configurações internas, com o comando de Ler em Voz Alta e Ditar para deficientes visuais ou auditivos.

Há também um portal (em inglês) dedicado à acessibilidade, com seções sobre visão, audição, neurodiversidade, saúde mental, mobilidade e aprendizados, área de suporte e um blog contando sobre muitas das inovações. Existem estudos que revelam que a Tecnologia Assistiva tem contribuído por exemplo para a escolarização das crianças ao possibilitar o fazer, a participação mais efetiva nas atividades, o aprendizado…

Existem várias vertentes de pesquisa e desenvolvimento diferentes na área relacionada à Tecnologia Assistiva, considerando-se o tipo de deficiência atendida e/ou o tipo de tarefa suportada pela tecnologia, e por isso costuma-se dividi-las em algumas categorias:

1. Auxílios para a vida diária e prática: elementos que facilitam ou possibilitam a autonomia de pessoas com deficiência em atividades rotineiras como vestir-se, alimentar-se, cozinhar, suprir suas necessidades básicas, entre outras. Exemplos: talheres adaptados, barras de apoio, relógios com alto-falante.

2. Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA): Destinada a atender pessoas sem fala ou escrita funcional ou em defasagem entre sua necessidade comunicativa e sua habilidade em falar e/ou escrever. Exemplos: prancha de comunicação, vocalizador (prancha com produção de voz).

3. Recursos de acessibilidade ao computador: hardware e/ou software destinados a tornar o computador acessível a pessoas com deficiências sensoriais e/ou motoras. Exemplos: efeito lupa para adequação de tamanho de apresentação das informações, teclados virtuais, mouses adaptados etc.

4. Sistemas de controle de ambiente: com a utilização de controle remoto, pessoas com deficiência ou limitação motora podem controlar aparelhos eletrônicos ou, por vezes, até mesmo parte da infraestrutura do ambiente. Exemplos: controle de som, luz, televisor, portas e janelas.

5. Projetos arquitetônicos para acessibilidade: projetos arquitetônicos que garantem o acesso de pessoas deficientes a determinados ambientes. Exemplos: rampas, elevadores, adaptações de banheiro, etc.

6. Próteses: peças artificiais que substituem parte do corpo para garantir melhor posicionamento, estabilidade e mobilidade.

7. Auxílios de mobilidade e Adequação Postural: a adequação postural dos aparelhos que auxiliam na mobilidade, como bengalas ou cadeiras de rodas, é importante para que se obtenha estabilidade e segurança, além de conforto. Já a mobilidade em carros é a possibilidade de uma pessoa com deficiência utilizar, ou mesmo dirigir, um automóvel e isso é realizado por meio de acessórios adaptativos, como facilitadores de embarque e desembarque, e serviços de autoescola para pessoas com deficiência.

8. Esporte e Lazer: acessórios ou adaptações adicionadas à práticas esportivas para facilitar ou possibilitar sua prática por pessoas com deficiência.

Com a cultura de diversidade e inclusão, a Microsoft investe de forma crescente em soluções de acessibilidade nos seus produtos e serviços para contribuir desde o aprendizado nas escolas até a organização nos ambientes de trabalho mais modernos. Ainda há muito o que conscientizar, investir e pesquisar nessa área.

Lattine Group

© 2019 - Copyright

Follow Up Comunicação